Dicas para operar minicontratos na Bolsa de Valores

pit money
Lucas Pit
Economista, influencer e criador do canal Pit Money, no Youtube.

Descubra as 5 dicas para operar minicontratos do nosso influencer Lucas Pit, do canal Pit Money

dicas para operar minicontratos

Muitos traders ficam em dúvida sobre como dar os primeiros passos na Bolsa de Valores, principalmente nos produtos mais líquidos do Mercado Futuro, que são os minicontratos de dólar e de índice.

Por esse motivo, decidi compartilhar cinco dicas para operar minicontratos que eu custei a aprender e que podem ser fundamentais para que você possa otimizar suas operações.

Quer operar minicontratos sem pagar corretagem? Então, abra sua conta na Clear e comece a operar com taxa zero.

Dicas para operar minicontratos

1. Ter humildade para aprender com quem é mais experiente

Uma das primeiras dicas para operar minicontratos é aprender com quem entende de verdade do assunto. Diariamente, os analistas da Clear sugerem trades nas salas de análise para os clientes da corretora. Logo, dependendo do módulo que você decidir operar, a Clear disponibilizará uma sala com os melhores especialistas sobre o assunto.

Para minicontratos de dólar, por exemplo, você pode acompanhar a sala do analista Neto, e para minicontratos de índice, as salas dos analistas Igor e Charlles.

Acesse a página de analistas da Clear e conheça melhor a história de cada um deles.

2) Ter a sua estratégia bem definida

Na hora de definir sua estratégia, você precisa estar focado apenas em definir qual tática será utilizada, sem pensar em operar. Já na hora de operar, você deve exclusivamente executar o que foi planejado e não ficar “replanejando” sua estratégia durante o horário de pregão.

Ao fazer isso, você acaba atrapalhando um fator importantíssimo para o sucesso do trader em seus tradings, que é a racionalidade ao operar.

Uma coisa que funcionou para mim, mas que aprendi apenas depois de muitos anos de trading, foi que as melhorias e ponderações sobre os resultados vinham de forma bem mais produtiva e rentável quando eu me organizava enquanto o pregão estava fechado.

Então, após fazer os ajustes finais na minha estratégia, eu imprimia a nova estratégia e colava na parede com um durex mesmo. A partir disso, eu utilizava esse Trading System como um “plano de voo” ou um “manual de operações” nos momentos de stress.

Apesar de parecer boba, essa foi uma prática fundamental para mim, isso porque, depois que a Bolsa abre, se você está num dia ruim, sua emoção se sobrepõe a razão, fazendo com que você acabe fazendo o oposto do que tinha se proposto a fazer. Além disso, é importante se lembrar que na Bolsa, torcida não ganha jogo, mas sim uma boa estratégia e disciplina para executá-la.

3. Entender que ninguém compra na baixa e vende na alta sempre

Se alguém soubesse fazer isso, ficaria mais rico que o Warren Buffett já no ano que vem, pois as Bolsas Mundiais giram trilhões de dólares por dia, ainda mais considerando a alavancagem dos contratos futuros.

No meu caso, eu acertava por volta de 55% dos meus trades apenas, e, mesmo assim, consegui ser bem-sucedido.

Isso porque, quando eu acertava uma tendência, eu ficava mais tempo posicionado e ganhando mais dinheiro, já quando eu errava uma tendência, eu decidia stopar mais cedo.

Depois que eu aceitei esse fato e parei de tentar construir um modelo perfeito – o que não existe, pois o exemplo costuma ser uma simplificação da realidade – meus resultados mais do que dobraram.

dicas para operar minicontratos

4. Importância de colocar um Stop Loss

Na hora de escolher o seu limite de perda por operação (ou por dia), tente defini-lo de uma forma que, mesmo após ser stopado, você ainda tenha saldo de sobra para continuar executando as operações necessárias para se recuperar.

E lembre-se: cada pessoa define um tipo e uma magnitude de stop diferente. No meu caso, eu desenvolvi um stop que não era fixo nem móvel, mas um stop gráfico.

Então, eu definia a minha direção (comprado ou vendido) no gráfico semanal e escolhia meu stop quando o gráfico diário divergia do gráfico semanal. Logo, não importa qual tipo de stop você utilize, o essencial é que você tenha algum.

5. Aprender que compra é compra e venda é venda

Por fim, o último item da lista de dicas para operar minicontratos é entender que compra é compra e venda é venda.

Em produtos de alta liquidez, como os minicontratos de índice e de dólar, o spread inexistente no book deve ser utilizado a seu favor. Isso porque, nesses produtos o trader sabe que ele só ficará de fora do trade, caso ele cometa um erro muito grave ou seja muito ganancioso.

Portanto, quando o meu modelo me mandava comprar, eu comprava a mercado, e quando ele me mandava vender, eu vendia a mercado.

Pode parecer óbvio, mas quando ainda se pagava corretagem, muitos traders tentavam pagar as taxas envolvidas na operação com aqueles pontinhos a mais que conseguiriam comprando um pouco mais barato e vendendo um pouco mais caro. Porém, muitas vezes, o mercado ia embora e esses traders acabavam deixando passar ótimas oportunidades, que dariam um valor considerável, por causa de merreca.

Por fim, minha dica é: evitem a típica economia barata e aproveitem a corretagem zero da Clear para executar suas ordens e fazer sempre o que deve ser feito, sem chorumelas.

Gostou das minhas dicas para operar minicontratos? Abra sua conta na Clear e experimente operar com corretagem zero.

Um beijo em vossos corações.

Voltar para o Blog Clear Voltar Home Blog

O que você achou deste post? Deixe sua sugestão.

Sentiu falta de alguma coisa? Esse conteúdo foi relevante pra você?
Gostaríamos de saber sua opinião para melhorarmos a experiência do blog.
Enviando

Mensagem enviada com sucesso.

Obrigado por deixar sua sugestão, ela é muito importante para nós.