A diferença entre TRADE & INVESTIMENTO.

Fernando Góes
Analista de Investimentos na Clear (CNPI EM-340)

Se me perguntarem qual é a coisa mais importante que um iniciante deveria saber sobre bolsa antes de começar a operar, eu responderia: “A diferença entre TRADE & INVESTIMENTO “.

Quando falamos de renda variável (ações, opções e futuros) existem 2 comportamentos que são muito diferentes e que pouquíssimas pessoas se atentam antes de começar a operar: a possibilidade de ser um TRADER e simplesmente trabalhar aproveitando a volatilidade de curto prazo ou ser um INVESTIDOR, que ignora a volatilidade do dia a dia pensando apenas no longo prazo.

Esses comportamentos são tão diferentes que a maioria dos investidores não consegue identificar. Acredito, inclusive, que eles chegam a ser até antagônicos. Para isso, irei passar uma definição para cada e depois irei explicar algumas dicas para você ser um vencedor, independentemente do seu perfil.

INVESTIR – Trocar dinheiro (papel moeda) por ativos e procurar segurança e abastança no longo prazo.
TRADE – Trocar o risco de uma perda pequena pela probabilidade de um ganho maior.

Investimento – A primeira coisa que devemos perceber é que ao contrário do trader, o investidor procura isolar a volatilidade ao invés de aproveitá-la. Uma das formas mais simples de fazer isso é simplesmente comprar ações todo mês. Quando se adota essa postura, o objetivo é realizar acumulação do maior número de ações a um preço médio satisfatório. Dessa forma, a volatilidade do mercado no curto prazo não interfere e quanto maior o número de ações, mais próxima estará a perspectiva de segurança para o longo prazo, como por exemplo, a possibilidade de “viver dos dividendos” dessas ações.

Uma das principais sugestões é que nos momentos de crise e/ou queda da bolsa, surgem os melhores momentos de aumentar a quantidade de ações nas empresas que você confia para o longo prazo.

Trade – Neste caso, o investidor busca se aproveitar da volatilidade de curto prazo. Para isso, são utilizadas ferramentas de análise para aumentar a probabilidade de acertar a direção, independente se for através dos Gráficos, leitura de Book, interpretação de notícias ou balanços corporativos e os fundamentos das empresas. No entanto, o mais importante, é trocar o risco de perder pouco na busca de um ganho mais elevado. Nesse caso, a melhor recomendação que faço é que independente do seu perfil operacional, é essencial que você saiba responder 3 perguntas antes de realizar qualquer TRADE:

1- Porque você acredita que ativo irá subir (ou cair).
2- Qual seu stop se você estiver errado (seu risco de perda).
3- Qual seu objetivo ou alvo caso você esteja certo.

Acredito de verdade que basta ter as respostas para estas perguntas para um trade estar correto, mesmo que ele venha a realizar perdas, o que faz parte do jogo. Entretanto, o mais importante é seguir o seu plano e o maior segredo para ser vencedor é ter um alvo de ganho sempre maior que o risco de perda. Também recomendo que utilize uma boa relação de baixo risco vs lucro alto, o que trará melhores resultados. Antes de finalizar esse artigo deixo um pensamento para refletir:
Quando você entra em um trade só 4 coisas podem acontecer:

1- Perder pouco
2- Ganhar pouco
3- Perder muito
4- Ganhar muito.

No final das contas basta eliminar um destes acima para sermos vencedores a longo prazo: perder muito! Todos os traders de sucesso que conheço ganham e perdem pouco na maioria do tempo, mas sabem a hora de ganhar muito! Parece fácil, não é? Pena que a realidade não é bem assim, mas isso é um assunto para o nosso próximo artigo “A psicologia do trader “.

Voltar para o Blog Clear Voltar Home Blog

O que você achou deste post? Deixe sua sugestão.

Sentiu falta de alguma coisa? Esse conteúdo foi relevante pra você?
Gostaríamos de saber sua opinião para melhorarmos a experiência do blog.
Enviando

Mensagem enviada com sucesso.

Obrigado por deixar sua sugestão, ela é muito importante para nós.