Como manter o controle emocional para operar na Bolsa de Valores

Beatriz Aguillar
Influencer e criadora do canal Papo de Bolsa, no Youtube.

Bea Aguillar, do canal Papo de Bolsa, da dicas sobre como manter o controle emocional para operar na Bolsa de Valores

como manter o controle emocional para operar na bolsa

Quando o investidor pensa em operar na Bolsa de Valores, os primeiros passos a serem dados devem ir em direção aos estudos e teorias que envolvem este mercado.

Estudar qual a lógica da Bolsa de Valores, como ela funciona, quais ativos são possíveis negociar e quais caminhos seguir para auferir lucro é essencial para ter sucesso no mundo do trading.

Porém, quando o investidor pensa em ser bem-sucedido, existe mais um fator importantíssimo e que, muitas vezes, é descoberto tarde mais: o controle emocional.

Neste artigo, Bea Aguillar, do canal Papo de Bolsa, traz dicas importantes sobre como manter o controle emocional para operar na Bolsa de Valores.

Por que manter o controle emocional para operar na Bolsa é importante?

Ao ingressar na Bolsa de Valores, mesmo que já tenha conhecimento teórico suficiente, muitas vezes, o trader acaba exposto às emoções que esse tipo de investimento pode acarretar.

Como o principal foco neste mercado é o resultado financeiro, o sentimento de ambição pode ser confundido com a ganância e, ao ter que lidar com perdas ou amargos prejuízos, o trader pode deixar o medo predominar nas tomadas de decisões, fazendo com que algumas escolhas erradas e precipitadas sejam tomadas.

Alguns estudos apontam que o sentimento de medo pode ser muito mais intenso que a ganância quando falamos em dinheiro. Isso explica o porquê, geralmente, quando a Bolsa entra em queda, a velocidade da baixa tende a ser muito mais rápida do que o movimento altista no mercado, já que a possibilidade de perder dinheiro afugenta muitos investidores e pode ocasionar o efeito manada.

como manter o controle emocional para operar na bolsa

O que é o efeito manada?

O efeito manada no mercado financeiro nada mais é do que um conjunto de investidores e especuladores seguindo o comportamento e decisões dos demais players. Mas qual o problema em fazer o que a maioria está fazendo?

Provavelmente, você já ouviu falar que para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores é preciso comprar na baixa e vender na alta, porém, muitos investidores amargam grandes prejuízos por trocarem os pés pelas mãos na hora de tomar decisões e acabam preferindo errar com a manada do que tomar a decisão sozinho e ter que lidar com essa responsabilidade.

Quando a Bolsa está caindo, o medo do trader de perder dinheiro o alerta para sair o quanto antes de determinada posição e, assim, a maioria dos traders saem vendendo suas ações fazendo com que rapidamente o mercado sofra com a queda.

O contrário também acontece, quando a Bolsa de Valores apresenta comportamento de alta, muitos traders se empolgam em se posicionar em um determinado ativo, pois acreditam que irão surfar uma longa onda de valorização. Porém, não enxergam que, muitas vezes, podem acabar pagando mais caro por alguma empresa, por esperar a “confirmação” de que a Bolsa de Valores seguirá indo bem.

Como manter o controle emocional para operar na Bolsa?

O primeiro passo é entender como o fator emocional pode afetar o trader. Por mais que não seja possível ter total controle sobre as emoções e sentimentos, é fundamental estudar os gatilhos que despertam algumas emoções capazes de  influenciar o trader na tomada de decisões.

A partir do momento que o indivíduo descobre quais são esses gatilhos, inicia-se o trabalho de como evitar que eles aconteçam e, a partir disso, é possível utilizar  várias ferramentas técnicas para limitar perdas ou bloquear o ponto onde as reações em cadeia dão início e operações equivocadas são realizadas.

Os gatilhos podem ser os mais diversos, desde o ambiente escolhido para operar, como o horário de negociação, além de fatores psicológicos que interferem no humor e na concentração do trader. Por isso, uma autoavaliação diária é necessária para decidir se talvez a melhor opção em casos como estes seja se abster do mercado.

Vamos usar o exemplo de um trader que realiza operações de Day Trade em minicontrato futuro de dólar. Ele almeja ganhar R$ 500 reais por dia e, para evitar maiores perdas, aceita que seu limite de perda seja de R$ 300.

Caso ele desrespeite esses limites impostos e não pare de operar quando chegar nesse limite, ele pode se precaver deixando apenas uma pequena quantia disponível na conta da corretora sem comprometer todo o seu patrimônio.

Também é possível contar com ferramentas disponíveis em algumas plataformas de trading que podem ser contratadas diretamente pelo portal da corretora, no qual o trader consegue programar a plataforma para bloquear o usuário em alguns aspectos, como limite de perda, preço médio, quantidade de contratos a ser operado, entre outros.

Portanto, por mais que o trader ainda não se sinta capaz de identificar quais são os gatilhos mentais que o fazem perder dinheiro e não consiga evitar esse fator, é possível utilizar essas técnicas para fugir de grandes prejuízos.

Aprendeu como manter o controle emocional para operar na Bolsa? Então abra sua conta na Clear e se torne um trader!

Voltar para o Blog Clear Voltar Home Blog

O que você achou deste post? Deixe sua sugestão.

Sentiu falta de alguma coisa? Esse conteúdo foi relevante pra você?
Gostaríamos de saber sua opinião para melhorarmos a experiência do blog.
Enviando

Mensagem enviada com sucesso.

Obrigado por deixar sua sugestão, ela é muito importante para nós.